Plano de aula – Hebreus

Compartilhe
Prof.ª Joyce Oliveira Pereira
Licenciada em História - UFMA
Mestre em História, Ensino e Narrativas - UEMA
Objetivos ·         Compreender a formação política, social e econômica dos hebreus;
·         Relacionar as características do judaísmo como o mundo atual;
·         Contextualizar os conflitos entre judeus e árabes pelo território;
Conteúdo ·  Localização  Geográfica    da Palestina;
·   Governos dos patriarcas;
·   Governos dos Juízes;
·   Governo dos Reis;
·   Conflitos árabes e israelenses;
·   Judaísmo;
Metodologia ·         Aula Dialogada;
·        Interpretação de mapas, imagens e textos disponíveis na apresentação em Power point.
Recursos ·         Quadro Branco;
·         Pincel;
·         Data show.
Avaliação ·         Participação;
·         Atividade para casa.

Bibliografia Consultada

BOULOS JÚNIOR, Alfredo. Coleção História: sociedade e cidadania. São Paulo: FTD, 2004.

GRINBERG, Keila; DIAS, Adriana Machado; PELLEGRINI, Marco Cesar. Vontade de saber História – 6º ano. São Paulo: FTD, 2009.
PINSK, Jaime. As Primeiras Civilizações. 22ª Ed. São Paulo: Contexto, 2005 (Coleção Repensando a História do Brasil).
____________. 100 Textos de História Antiga. São Paulo: Contexto, 2006 (Coleção Textos e Documentos).

SANTIAGO, Pedro. Por dentro da História – 5ª série. 1ª edição. São Paulo: Escala Educacional, 2006.

COMENTÁRIOS

Um dos pontos principais da aula é contextualizar os assuntos, para que os alunos percebam o quanto há de atual nestes conteúdos:

·    Inicialmente é importante enfocar os aspectos geográficos da Palestina para ver como o território influenciou na economia e dinâmica social dos hebreus;

·    O professor pode utilizar a Bíblia como fonte de pesquisa sobre os períodos da história hebréia, mas tendo o cuidado de explicar que está usando como um modo de pesquisa, pois existem outras maneiras, como a arqueologia. Também pode usar o poema “A epopéia de Gilgamesh”, de origem suméria, para demonstrar a influência de outros povos sobre os hebreus (nesse caso, é válido fazer uma comparação entre o episódio do dilúvio bíblico e o poema e deixar os alunos detectarem os pontos em comum nas narrativas). Para tal, indico os livros:

PINSK, Jaime. As Primeiras Civilizações. 22ª Ed. São Paulo: Contexto, 2005 (Coleção Repensando a História do Brasil).
____________. 100 Textos de História Antiga. São Paulo: Contexto, 2006 (Coleção Textos e Documentos).

·     O professor deve enfocar o aspecto do monoteísmo ético como principal legado do judaísmo para nosso mundo atual, aproveitando também para explorar conceitos como politeísmo, monoteísmo e conhecimento sobre as civilizações orientais já estudadas anteriormente;

·     Explicar alguns dos símbolos do judaísmo, como a menorá, o quipá, a estrela de davi, a diferença entre um judeu liberal e um judeu ortodoxo, além de tornar a aula mais interessante pode esclarecer muitas dúvidas (muitos destes símbolos são presentes no cotidiano, e, dependendo da região, os alunos já podem ter se deparado com alguns deles e não sabem o que significam);

·     Também se pode enfocar um pouco da história das mulheres no judaísmo, mostrando as lutas que elas têm empreendido para terem igualdade no culto. Neste ano, por exemplo, elas puderam pela primeira vez rezar no Muro das Lamentações, o que era um privilégio masculino, e, ainda assim, sob muitos protestos;

·     Explicar a origem dos conflitos entre israelenses e árabes, expondo mapas sobre as áreas de ocupação de cada povo, e deixar que os alunos formem suas opiniões;

·     Por fim, enviar uma atividade para casa que reforce os principais conteúdos como a organização social, política, aspectos do judaísmo, conflitos de território.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *