Plano de aulas: Nacionalismo e suas Facetas em tempos de Crise

Compartilhe
Prof. Carl Lima
Licenciado e Mestre em História - UEFS 

Vem aí a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas Rio-2016.  Fala-se em dois dos maiores eventos esportivos de todos os tempos, no qual participam algumas das nações do globo. E ouvimos sempre falar na disputa: quem vai ser campeão ou qual o país a conquistar mais medalhas? Mas, não é verdade que quem as conquista não são os atletas? O que está, então, por traz dessa cobrança por pódios e medalhas sobre estes “heróis esportivos”?

Pois bem, aqui vai uma de várias respostas: o nacionalismo. Mas o que é mesmo nacionalismo? De acordo com o cientista político italiano Noberto Bobbio (1994), nacionalismo em termos mais amplos quer dizer que a ideologia nacional, a ideologia de determinados grupos dirigentes estão acima da ideologia de partidos políticos, unificando os desejos e convergindo os cidadãos em torno de um mesmo projeto: o projeto de nação.

E não tem como falar em nacionalismo sem falar de nação. Isso porque um está ligado ao outro. Na verdade, as várias idéias de nação foram construídas por nacionalismos – e esta palavra está no plural porque desde o século XIX até hoje, vários foram os sujeitos, sejam eles das classes dominantes, dirigentes, populares, de grupos étnicos separatistas, enfim, pertencentes a diversos grupos, deram forma a estes nacionalismos. 

Justamente devido a iminência desses acontecimentos esportivos que nós do Historiante propomos a reflexão, durante uma parte do bimestre, de alguns desses conceitos/definições.

Tema Geral: Nacionalismo e suas Facetas em tempos de Crise.

Publico Alvo: 9º ano

Duração: 10 aulas

Justificativa: Refletiremos historicamente acerca de uma face do Nacionalismo visto entre os anos 20 e 40 do século XX, na Europa, e que teve no Fascismo de Mussolini e no Nazismo de Hitler um modelo/símbolo. Será importante também estudar o desenvolvimento dessa forma de Nacionalismo em outros lugares, a exemplo de Portugal (Franquismo) e na Espanha (Salazarismo), como também no próprio Brasil com a Ação Integralista do período Vargas. Esse tema torna-se importante e relevante ainda mais quando notamos na atualidade as medidas etnocêntricas ocorridas nos Estados Europeus e nos Estados Unidos contra as minorias, representadas principalmente pelos imigrantes. Na nossa realidade é observável as ações de grupos que se reivindicam neonazista, ao modelo dos Skinheads, principalmente em São Paulo, que voltam a sua ira e preconceitos contra Nordestinos, Negros, Mulheres e Gays. Essa Xenofobia explícita e os atos de violências podem ser tomados como resquícios da exaltação Nacionalista do período estudado.

Objetivo Geral: Refletir a cerca do Nacionalismo ocorrido entre as décadas de 1920 e 1940, num momento de crise do Capitalismo, bem como seus resquícios em nossa atualidade.

Objetivos Específicos: Identificar as formas de Nacionalismo na História e Detectar as possíveis permanências de um Nacionalismo exacerbado em nossa realidade.

Conteúdos: Nacionalismo: conceito e suas facetas; Crise Econômica no final dos anos 20; Produção cultural de massa: rádio, cinema e música; Nazi-fascismo: genealogia e resquícios.

Metodologia: Durante as aulas, utilizaremos além da exposição oral, a análise e interpretação de textos adaptados pelo educador – imagens e trechos de filmes. Reservamos espaço também para o uso do livro didático adotado pela unidade escolar.

Recursos: Quadro; Piloto; Retroprojetor; Transparências; Slides; Tv; Dvd Player, Textos adaptados.

Avaliação: No processo de ensino e aprendizagem faremos duas avaliações escritas, especificamente produções de textos livres, acerca dos conteúdos abordados. Além disso, será elaborado cartazes/painéis coletivos. Também avaliaremos o educando cotidianamente, dando ênfase a participação, assiduidade e responsabilidade.

Aula 1

Assunto: O que é Nacionalismo?

Conteúdo: Nacionalismo na contemporaneidade

Objetivo: Identificar as formas de Nacionalismo existentes na modernidade

Metodologia: A aula será expositiva, acompanhado de um texto adaptado sobre as formas de Nacionalismo na contemporaneidade. Pretende-se com a exposição do conteúdo proporcionar aos educandos uma reflexão autônoma, de natureza histórica, sobre as facetas do Nacionalismo, recorrendo algumas questões do presente, como por exemplo, as expectativas de Nacionalismo lançado em competições esportivas, como Olimpiadas e Copa do Mundo de Futebol.

Avaliação: Avaliar os estudantes qualitativamente, levando em consideração a participação nas discussões.

Aula 2

Assunto: O que Nacionalismo?

Conteúdo: Facetas do Nacionalismo na conjuntura dos anos 20 e 30 do século XX.

Objetivo: Identificar as especificidades do Nacionalismo nas décadas de 1920 e 1930, decorrentes da conjuntura do Entre guerras.

Metodologia: A exposição do conteúdo da referida aula, ainda será acompanhado do texto utilizado na aula anterior. Busca-se com a continuidade do texto dar conta da especificidade do nacionalismo nos anos 20 e 30, que têm como símbolos as experiências das organizações Nazistas e Fascistas. Será imprescindível a leitura e a reflexão dos estudantes acerca do texto.

Avaliação: A partir das discussões do referido assunto, o educando elaborará um texto, retratando as experiências do Nacionalismo.

Aula 3

Assunto: Crise do Capitalismo no período entre guerras.

Conteúdo: Crise do Capitalismo dos anos 20 e 30: Momentos de Grande Depressão.

Objetivo: Relacionar a crise econômica do final dos anos 20 com as formas de Nacionalismo específico do período entre guerras.

Metodologia: Através de uma exposição oral serão enfatizados os fatores do processo de crise econômica, bem como a sua relação com o Nazismo e o Fascismo em desenvolvimento nesse período.

Avaliação: Discussão a partir de uma questão central: “A relação entre a grande depressão e o desenvolvimento do Nacionalismo exacerbado de grupos/partidos políticos na Europa”.

Aula 4

Assunto: Nacionalismo e Cultura de Massa: A era da reprodutibilidade.

Conteúdo: Panorama da Produção cultural dos anos 20 e 30: a vez da cultura de massa.

Objetivo: Compreender o cenário da produção cultural dos anos 20 e 30 no Brasil, Estados Unidos e Europa.

Metodologia: Faremos nesta aula a projeção de slides, além da utilização do livro didático. Nos slides conterão imagens e um quadro síntese acerca do Rádio, Cinema e Música nos anos 20 e 30. A partir da projeção desse material, juntamente com uso do livro didático, principalmente as respectivas imagens pretende-se a construção do panorama cultural, tendo em vista que boa parte desses meios funcionara como propagadores de um Nacionalismo exacerbado. Nesse mesmo dia, solicitaremos aos educandos que se agrupem em três equipes, cada uma delas ficando com 1 aspecto da produção cultural.

Avaliação: Além da discussão na aula, será solicitado a formação de três equipes objetivando a organização e confecção de cartazes.

Aula 5

Assunto: Nacionalismo e Cultura de Massa: A era da reprodutibilidade

Conteúdo: Rádio, Cinema e Música: A voz e a imagem do Nacionalismo.

Objetivo: Identificar essas produções como meios de propagandas dessas facetas de Nacionalismo.

Metodologia: Organizado os grupos, cada um ficará responsável pela confecção de cartazes, que abordarão o Rádio, Cinema e Música como veículo importante de reprodução e disseminação dos ideais nacionalistas totalitários. Esses cartazes serão feitos em sala e logo após expostos no pátio escolar.

Avaliação: Fará parte da avaliação, além da participação efetiva na organização e confecção dos cartazes, a presteza e a responsabilidade na busca pelos materiais solicitados nas aulas anteriores.

Aula 6

Assunto: Nazi-fascismo: síntese do Nacionalismo no entre guerras

Conteúdo: Nazi-fascismo: Ontem e hoje.

Objetivo: Analisar a genealogia do Nazi-fascismo e as suas continuidades e permanências em nossos dias.

Metodologia: Utilizaremos, para uma breve leitura em sala, um texto adaptado que enfoque as ações tanto dos Skinheads (Neonazistas) e dos Estados europeus com suas políticas Xenófobas, especialmente contra as minorias. A idéia é mostrar que tais ações representam um prosseguimento com as vistas no Nazi-fascista. Para diagnosticar a reflexão dos estudantes sobre o assunto, constarão no texto adaptado duas questões discursivas.

Avaliação: Além da participação nas discussões em sala serão propostas aos estudantes questões discursivas, para que os mesmos reflitam sobre o conteúdo do assunto abordado.

Aula 7

Assunto: Nazi-fascista: síntese do Nacionalismo no entre guerras.

Conteúdo: Ideário Nazi-fascista e suas reproduções: Europa e Brasil.

Objetivo: Analisar o ideário Nazi-fascista em algumas Nações da Europa (Itália, Alemanha, Espanha e Portugal) e no Brasil com a Ação Integralista Brasileira (AIB).

Metodologia: Na presente aula será feito o uso do Data Show na projeção de Imagens  contendo símbolos e costumes do ideário Nazi-fascista. Busca-se com isso a visualização de como esses símbolos da ideologia era propagandeada nessas respectivas sociedades. Além disso, será utilizado o livro didático, particularmente os capítulos sobre  “O Nazismo e o Fascismo”.  A ideia é explorar alguns aspectos relativos a esses símbolos, principalmente as imagens contidas no livro didático.

Avaliação: Como a aula baseou-se na leitura de imagens, será pedido como avaliação uma atividade de interpretação destas, levando em consideraão o contexto de produção e suas respectivas funções ideológica.

Aula 8

Assunto: Nazi-fascismo: síntese do Nacionalismo no entre guerras.

Conteúdo: Anti-semitismo Nazi-fascismo.

Objetivo: Identificar as estratégias e práticas nazi-fascistas de perseguição aos Judeus.

Metodologia: Mostraremos trechos do filme “A Vida é Bela” (Roberto Benigni, 1997). Os trechos escolhidos propiciarão a compreensão das práticas e estratégias de perseguição aos judeus, seja no território italiano, seja nos campos de concentração, entre as décadas de 1920 e 1940.

Avaliação: Perpassará pela discussão após a exibição dos trechos do filme, tendo como ponto central a relação que os estudantes fizerem entre o conteúdo aprendido com as imagens assistidas.

Aula 9

Assunto: Segunda Guerra Mundial: o desfecho de uma conjuntura ultranacionalista.

Conteúdo: Segunda Guerra: Razoes para um novo combate.

Objetivo: Identificar os fatores para a segunda grande guerra, tendo em vista o expansionismo Nacionalista.

Metodologia: Utilizaremos a música “Canção do Senhor da Guerra” (Legião Urbana, 1993). Fazendo a análise de sua estrutura verbo-poético, como também da performance. Serão abordados alguns pontos fundamentais para esse conteúdo, principalmente no que tange a cultura beligerante, que demonstra os interesses diversos sobre uma guerra e a convocatória da juventude em nome de uma ideologia. Logo após será solicitado aos educandos a reflexão sobre este conteúdo a partir das atividades contidas no livro didático.

Avaliação: Levaremos em consideração a reflexão sobre o conteúdo a partir da interpretação da música.

Aula 10

Assunto: Segunda Guerra Mundial: desfecho de uma conjuntura ultranacionalista.

Conteúdo: Segunda Guerra: culminância da Era de um Nacionalismo exacerbado.

Objetivo: Compreender a forma como a segunda grande guerra representou o desfecho de uma conjuntura nacionalista/expansionista.

Metodologia: Discutir em sala, a atividade proposta no encontro anterior. Aproveitando da discussão abordaremos o desenvolvimento e o desfecho da guerra, utilizando para isso a leitura dos mapas contidos no livro didático. Tais mapas revelam os expansionismo dos países do eixo (Alemanha, Itália e Japão) e as iniciativas dos aliados contra as respectivas ações. Além disso, serão utilizadas as imagens inseridas no próprio capítulo que mostram o desfecho da guerra.

Avaliação: Mais uma vez lançaremos mão da participação enquanto recurso avaliativo, e também a resolução de atividade do livro didático.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *