Você sabia que… O cafezinho veio da Etiópia?

Compartilhe

O primeiro “cafezinho”

As evidências botânicas sugerem que a planta originária do café vem da Etiópia Central, onde ainda crescem vários milhares de pés acima do nível do mar. Entretanto, ninguém sabe precisar ao certo quando foi experimentado o primeiro “cafezinho”. Alguns registros dizem que foi na sua própria terra nativa em meados do século XV. Também é sabido que foi cultivado no Iêmen (antes conhecido como Arábia), com a aprovação do governo, aproximadamente na mesma época.

A medida que o café tornou-se cada vez mais popular, salas especiais nas casas dos mais abastados foram reservadas para se tomar café, e estabelecimentos para degustação desta saborosa bebida começaram a aparecer nas cidades . A primeira abriu em Meca, no final do século XV e no início do XVI e embora originalmente fossem lugares de reuniões religiosas, esses amplos saguões onde os clientes se sentavam em esteiras de palha ou colchões sobre o chão, rapidamente tornaram-se centros de música, dança, jogos de xadrez, gamão, etc..

Sua popularidade espalhou-se pelo Cairo, Constantinopla e para todas as partes do Oriente Médio, apesar dos muçulmanos desaprovarem as bebias tóxicas, incluindo o café. Para os muçulmanos as casas de café eram uma ameaça à observância religiosa. Frequentemente, esses centros populares de diversão eram atacados e destruídos por fanáticos religiosos. Alguns governantes chegavam a apoiar a poribição do café impondo aos que desobedecessem, punições aterrorizadoras como açoites ou até mesmo amarrar os “infiéis” dentro de sacos de couro e atirá-los nas águas de estreito de Bósforo.

Da Europa para o mundo

Enquanto isso na Europa, comerciantes da Holanda e Itália estavam certamente exportando grãos e tentando introduzir a lavoura em suas colônias. Os holandeses foram os primeiros a iniciar o cultivo comercial no Sri Lanka, em 1658, e posteriormente em Java, em 1699. Por volta de 1706, já exportavam café de Java e estendiam a produção para outras partes da Indonésia.

Em 1714, os holandeses bem-sucedidos presentearam Luís XVI da França com um pé de café que cresceu numa estufa em Versailles. Quando deu frutos, as sementes foram espalhadas e as mudas foram levadas para o cultivo na Ilha de Réunion, na época chamada de Ilha de Bourbon. A variedade de arbustos de café que se desenvolveu daquela árvores em Paris e tornou-se conhecida como o café Bourbon, sendo a fonte original de grãos atualmente conhecidos no Brasil como Santos e no México como Oaxaca.

Muito em breve, esse preciosos grãos viriam para o Brasil, onde seus frutos renderiam um verdadeiro legado econômico e cultura para o país, mesclando-se em muitos momentos, com a própria história do Brasil e dos brasileiros.