Você sabia que… a bandeira dos EUA não tremulou na lua?

Compartilhe
Prof. Lucas Adriel S. de Almeida
Licenciado e Mestre em História - UEFS

A bandeira dos Estados Unidos não poderia tremular, pois na lua não existem condições de ventos idênticas às da Terra e que causariam este efeito. O aparente efeito se deu em função de um defeito na haste que sustenta a bandeira que não abriu corretamente. A imagem da bandeira norte-americana “tremulando” em solo lunar é famosa, daquelas que vemos sempre na mídia e que permeiam o imaginário de grande parte da humanidade, sempre curiosa sobre os mistérios do espaço. A foto simboliza a chegada do homem na lua no ano de 1969 e vários debates são postos aí, existindo inclusive aqueles que defendem que o homem nunca chegou a pisar em solo lunar. O nosso objetivo com este texto é um pouco diferente; a nossa tentativa é contextualizar historicamente a famosa imagem a qual nos referimos.   

Pois bem, após a derrota Nazifascista durante a Segunda Guerra Mundial, socialismo e capitalismo passaram a dividir o mundo em dois pólos, a grande liderança do bloco socialista foi exercida pela URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), que se formou no início do século XX, após a conhecida Revolução Russa. Do lado capitalista, a liderança ficou a cargo dos EUA (Estados Unidos da América), ex- colônia inglesa, que após a Segunda Guerra Mundial passou a figurar como uma grande potencia mundial. Pouco tempo depois do fim da Segunda Guerra Mundial, no ano de 1945, as diferenças entre Capitalismo e Socialismo começaram a aparecer de forma mais contundente e o mundo passou então a viver a chamada “Guerra Fria”.

O conflito em questão foi capitaneado pelas duas potências vencedoras da Segunda Guerra Mundial e consistia basicamente em espalhar pelo mundo as ideologias que professavam: o capitalismo ou o socialismo.  Neste conflito, com diferentes formas de ver o mundo, EUA e URSS buscavam demonstrar a sua austeridade em vários setores. Ganhou destaque neste sentido a chamada corrida espacial, ou seja, a capacidade de inventar e produzir tecnologias cada vez mais superiores as que dispunham o seu oponente.  Logicamente, a corrida espacial estava intimamente ligada à questão militar, pois o desenvolvimento de tecnologia espacial poderia ser direcionado também às questões bélicas. As aventuras espaciais, de que tanto ouvimos falar são fruto desse conflito denominado Guerra Fria. A desintegração da URSS põe fim a este conflito, abrindo caminho para a hegemonia mundial norte-americana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *