Você sabia que… O HALLOWEEN TEM SUAS RAÍZES NA ANTIGUIDADE?

Compartilhe
Prof. Pablo Michel Magalhães
Licenciatura em História - UPE
Especialização em Docência da Filosofia - UCAM
Mestrado em História - UEFS

Os Celtas já praticavam comemorações em homenagem aos espíritos dos ancestrais.

Nesse dia 31/10, boa parte dos países ao redor do mundo comemoram o Halloween, ou Dia das Bruxas. Fantasias de zumbis, fantasmas, bruxas, além de “doces e travessuras”, são costumes marcantes nesse festejo, há pouco tempo importado para o Brasil. Porém, essa comemoração, associada em larga escala aos estadunidenses, é muito mais antiga do que podemos imaginar.

De acordo com pesquisas históricas, os Celtas, povos que habitaram as regiões que hoje conhecemos como Irlanda, Franca e Inglaterra, há mais de 2000 anos, já praticavam rituais em homenagem aos espíritos dos ancestrais. No festival chamado de Samhain, os Celtas acreditavam que a barreira entre o mundo dos vivos e dos mortos era temporariamente aberta, e os espíritos dos mortos poderiam vagar tranquilamente pela terra. Tradicionalmente, esse evento acontecia no dia 31 de outubro, que marcava o fim do verão e das colheitas e o início de rigoroso inverno no dia 1º de novembro (data também correspondente ao ano novo céltico). Nesse festival, os druidas, espécie de feiticeiros celtas, adquiriam a capacidade de prever os acontecimentos do ano seguinte, bem como se a colheita seria farta ou não.

   Com as conquistas do Império Romano até o século I d.C, os Celtas foram subjugados e dominados, ainda que tenham lutado bravamente contra. Porém, os romanos possuíam uma ideia de dominação bastante diferenciada. Ao invés de destruir a cultura e a religião dos povos, assimilavam e incorporavam diversos elementos da sociedade local. Assim, os festivais romanos conhecidos como Feralia, que aconteciam no final de outubro, e o Samhain celta conviveram juntos e incorporaram costumes de um a outro.

 A partir do advento do cristianismo no ocidente europeu, as manifestações pagãs foram combatidas e suprimidas. Porém, algumas persistiam mesmo assim. Diante disso, o Império Romano, agora cristão, passou a “cristianizar” essas festas, transformando-as em práticas aceitáveis. Essa atitude continuou sendo característica na igreja medieval, herdeira em grande escala das tradições greco-romanas.

Assim nasceu a Festa de Todos os Santos (nos territórios falantes da língua inglesa em sua forma medieval, a festa ficou conhecida como All-hallowsmas, que em inglês contemporâneo significa All Saints Day)  instituída pelo papa Bonifácio IV no século IX e celebrada no dia 1º de novembro (antiga data do ano novo celta). A noite do dia 31, véspera da festa e data do Samhain dos Celtas, ficou conhecida, em inglês arcaico, como All-hallows Eve. Ao longo do tempo, esse nome transformou-se em Halloween.